Polícia desarticula quadrilha de roubo de veículos

A prisão da quadrilha teve seu início depois que eles roubaram uma Ford Focus, na cidade de Maricá, que tinha o rastreador instalado e denunciou sua localização.

Agentes da 72ª (Mutuá) desarticularam uma quadrilha especializada em furto de veículos, na tarde da última quinta-feira, depois de montarem uma operação para rastrear um carro roubado com a ajuda de uma empresa especializada em recuperação de carros roubados. Jhonny Prevot Constantino, de 21 anos, e Jhonatan Coelho Barbosa, de 25 anos, foram presos e dois adolescentes, de 17 e 16 anos, foram apreendidos em flagrante em um galpão na Rua Carlos Fox, no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo. No local três veículos roubados foram recuperados.

O fim da quadrilha começou depois que eles roubaram uma Ford Focus, na cidade de Maricá, que tinha o rastreador instalado. O proprietário do veículo, como aconselhado pela empresa que presta o serviço, foi até a 82ª DP (Maricá) e fez o registro de ocorrência e entrou em contato com a empresa, que localizou o carro via satélite e descobriu que havia sido levado para a esquina entre a Rua Madeira de Freitas com a Rua Marco da Costa, no Jardim Catarina, em São Gonçalo.

Os agentes montaram uma operação até o local apontado pelo satélite para recuperar o veículo. O local era um galpão que aparentemente seria para reparos de máquinas de fliperamas. Olhando por cima do muro, os agentes viram o Focus parado dentro do terreno do galpão.

Os policiais esperaram em frente ao local até que Jhonny e o adolescente de 17 anos chegassem ao galpão. O homem disse que era o proprietário da oficina de games e que o menor era seu funcionário, mas ambos disseram não saber como o carro foi parar dentro do galpão. Pressionados, o adolescente acabou dizendo que quem trouxe o carro foi o amigo Jhonatan e que ele estava dormindo em uma casa ao lado do galpão.

Ele disse que não sabia do carro, mas dentro do imóvel onde ele estava foram encontradas as chaves de um carro da Ford, que ao voltarem para o galpão os agentes confirmaram que eram as chaves do carro roubado. Ao ser dado o flagrante todos receberam voz de prisão. O dono do carro foi levado até o local e reconheceu os quatro como sendo os homens que o assaltaram na noite anterior e que na ocasião eles estavam usando um GM Prisma na hora do assalto.

Do lado de fora do galpão havia um carro do mesmo modelo descrito pela vítima, que ao ser consultado foi verificado que também era produto de roubo. Em um dos carros roubados foi encontrado documentos de uma moto que também havia sido roubada, todos os veículos na noite anterior, na quarta-feira. Agentes da 74ª DP (Alcântara), que é responsável pela área onde o galpão se encontrava, levaram todos para delegacia.

Os proprietários da moto e do Prisma foram chamados na delegacia para depor e também reconheceram os quatro acusados como sendo os autores dos roubos e eles foram autuados pelo roubo de todos os roubos e por receptação de veículo roubado.

Os policiais agora vão investigar se o bando usava o galpão como oficina onde os veículos eram desmontados e a destinação dos carros e peças que a quadrilha roubava. Ainda vão se tentar levantar se mais alguém fazia parte do bando ou se eles agiam sozinhos. “Esperamos que pelas fotos mais pessoas possam reconhecer os acusados como sendo responsáveis por outros roubos. Eles podem ter várias vítimas em Niterói, São Gonçalo, Maricá e Itaboraí”, disse um dos policiais. A foto dos presos não foi divulgada.

O FLUMINENSE

Posts Relacionados

Editoriais: